D. Pedro V (1853-1861)




D. Pedro V de Portugal (nome completo: Pedro de Alcântara Maria Fernando Miguel Rafael Gonzaga Xavier João António Leopoldo Victor Francisco de Assis Júlio Amélio de Saxe-Coburgo-Gotha e Bragança; 16 de Setembro de 183711 de Novembro de 1861), cognominado O Esperançoso, O Bem-Amado ou O Muito Amado, foi Rei de Portugal de 1853 a 1861. Era o filho mais velho da Rainha D.Maria II e do seu consorte D.Fernando II.





1855 - Carta circulada para o Fayal, a bordo do Vapor "Açorianno". 
Selo de D. Pedro V. Carimbo 49 Horta.





1859 - Carta enviada da Horta (Faial) com destino ao Brasil via Lisboa,
obliterada com o carimbo 49 (Horta), sobre selo de D. Pedro V e com a Marca FAYAL.



Identificação do remetente

Charles William Dabney

John Bass Dabney (1766-1826), cônsul-geral dos EUA nos Açores, casado com Roxanne Lewis, instala-se na Horta, no fim do ano de 1804. O seu filho, Charles William Dabney, casado com Francis Alsop Pomeroy, sucede-lhe como Cônsul. Registe-se a importância da família Dabney ao longo de 83 anos na história e economia faialense, reflectida na dinâmica do seu porto ao longo de  Oitocentos com o ciclo da exportação de laranjas, do Verdelho do Pico e da indústria baleeira.





Identificação do carimbo

Correio Geral da Corte

Fayal (29.07.1859) -> Lisboa (09.08) -> Brasil (17.10)
A carta foi encaminhada para Lisboa.
A franquia diz respeito apenas ao porte territorial
(duplo porte: cartas c/ peso entre 3 e 5 oitavas)